Espaço Cultural 508 (A Palmatória – Episódio 7)

Videoclipe
Brasília, um videoclipe
junho 22, 2012
hamburguer vegetariano
Hamburguer Vegetariano
junho 22, 2012

Espaço Cultural 508 (A Palmatória – Episódio 7)

espaco cultual 508 sul

espaco cultual 508 sul

Investigando o espaço cultural 508 Sul

Apareceu na Internet e saímos em uma investigação para apurarmos os fatos: descobrir a verdadeira historia do Espaço Cultural Renato Russo, Brasilia, meados de Junho de 2012, 18 anos após a inauguração deste lugar. Vejamos os fatos. A atual diretora do lugar afirma que esta bem preparada para enfrentar a realidade. Uma vida dura, já que cultura em todo lugar sofre de um certo mal estar. Deu na rede que queriam acabar com espaço, quem postou tal mensagem? Haverá um interesse carolinadieckiano em se descobrir o benfeitor de tal fofoca.

A investigação foi superficialmente profunda, a diretora do espaço cultural falou de sua historia, apresentou-nos as salas de aula, teatros, toda a estrutura do lugar. Vasculhamos quase tudo, conversamos com professores, visitamos as dependências, banheiros, e não encontramos nada sobre as “coisas ditas” na fofoca da Internet.

Na verdade, como um dos produtores do quadro A palmatória revelo: discutimos nos bastidores da produção nossas intenções: falar bem ou falar mal. Cada veiculo de mídia escolhe sua opcao, nenhuma e tao ingênua assim. A proposta ideológica, digamos assim, de nosso quadro querido e entrevistar, conversar, colher imagens, editar e exibir.

Quando dizemos “benfeitor de tal fofoca” porque podem existir males que vem para o bem, e este foi um caso dessa natureza. O espaço cultural Renato Russo não caiu, era apenas um problema na marquise, que segundo a diretora já estava concluído e os faltava a pintura. Conversando na mesa de edição, na coisa técnica, vimos que muitas vezes as pessoas falam coisas sem pensar. Mas não e falha de ninguém, as pessoas são assim, dizem coisas sem pensar, agem sem querer e a vida vai dando prumo as coisas, não as deixando sucumbir.

Manifesto d’A palmatória

Em 2012, perto do fim dos tempos chega ao mundo A palmatória. Esta que, durante muito tempo, serviu para corrigir, chamar a atenção e colocar a pessoa no prumo, volta mais renovada do que nunca. Agora é a vez da palmatória corrigir as ideias e os ideais. Dar voz aos silêncios calados no constrangimento, na mão roxa, em sangue. Em tempos de capitalismo, ambientalismo, visionismo, religiosismo e outros invencionismos eis que é preciso uma reflexão: parem os cavalos para alguém descer.

Como criação coletiva e renovada A palmatória apresenta suas receitas de socialização e sociabilidade. De educação e pós-educação dos indivíduos e grupos sociais. Para tanto, como se diz no argumento científico, queremos os fatos, os gestos, as reflexões e fenômenos do cotidiano, o comum. Assim lança-se mão de um objeto simples e objetivo: a palmatória. Sua forma anatômica, flexível lhe permite alcançar com rapidez e eficiência seus objetivos.

O objetivo número 1 d’ A palmatória é “todo poder à crítica dos costumes” para tudo o que existe e o que virá!!!

Espaço Cultural 508 Sul: 3443-6039

Horário de Visitação: Todos os dias das 9h às 18h.

E-mail: 508sul@gmail.com

Página do Espaço Renato Russo na Secretaria de Cultura do GDF: http://www.sc.df.gov.br/index.php?option=com_content&view=category&id=69&Itemid=89

Mônica Nóbrega
Mônica Nóbrega
Comunicadora, redatora, radialista, palestrante motivacional.

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *